>
<

COMO PODEMOS AJUDAR?


Saúde Juvenil

Autoimagem corporal

Comportamentos



Com o início da puberdade ocorrem várias mudanças, não só a nível físico e como o corpo é visto e sentido, mas também a nível emocional e da forma como estas transformações são percepcionadas e interpretadas. 

Não existem dois corpos iguais e, por isso, dois rapazes ou duas raparigas da mesma idade, não vão ter um desenvolvimento rigorosamente idêntico. Cada pessoa tem o seu ritmo e forma de crescimento.

O corpo das pessoas difere na sua aparência, não há um tipo de corpo ou aparência perfeito ou normal, embora alguns padrões culturais e a comunicação social e digital possam transmitir o contrário.

Auto imagem corporal

Existem determinados comportamentos que, em qualquer fase da vida de um rapaz ou de uma rapariga, de um homem ou de uma mulher, podem ajudar a lidar melhor com o próprio copo, como:

  • Começar por tentar aceitá-lo: a personalidade e a atitude pessoal são características que devem ser valorizadas;
  • Observar o corpo como um todo e não tentar encontrar defeitos nos pequenos detalhes;
  • Identificar os aspetos positivos e não focar nos aspectos negativos;
  • Praticar algum exercício físico;
  • Ter uma alimentação variada; 
  • Adotar um estilo de vida saudável (evitando, a exposição excessiva ao sol e sem proteção, o consumo de bebidas alcoólicas, tabaco, entre outros);
  • Ter tempo para hobbies e lazer.   

É possível pedir ajuda especializada, consultar médicos especialistas em determinados problemas de saúde: dermatologia para os problemas da pele, psicologia para a saúde mental, nutrição para uma alimentação saudável e equilibrada, entre outros. Uma imagem positiva de si é um elemento importante para a autoestima das pessoas. Por isso, é importante que cada um/a se sinta confortável com o seu corpo.

Já os sentimentos negativos que uma pessoa tem face ao corpo podem afetar a autoimagem, o comportamento, a saúde e o bem-estar. Muitos/as jovens desenvolvem distúrbios alimentares e outros problemas de saúde resultantes de uma imagem corporal negativa e/ou sofrem bullying ou discriminação relacionada com a sua imagem corporal.

Os padrões irrealistas sobre a aparência física podem e devem ser questionados. 


Atualizado em: 19/02/2020

SUBSCREVER NEWSLETTER

Newsletter subscrito com sucesso Não foi subscrever o Newsletter. Por favor tente mais tarde

Utilizamos cookies no nosso site para lhe proporcionar a melhor experiência. Ao continuar a navegar, está a autorizar a nossa utilização destes cookies. No entanto, se pretender saber mais informações, nomeadamente como alterar as suas definições, consulte a nossa Politica.