>
<

COMO PODEMOS AJUDAR?


Lisboa+21: Princípios e Compromissos



No sentido de dar respostas aos desafios e oportunidades colocados pelas atuais megatendências, a Declaração Lisboa+21 (versão EN) assenta em três eixos principais que devem servir como princípios basilares para as políticas e programas na área da Juventude.

Em primeiro lugar, a Declaração reconhece que os Direitos Humanos das pessoas jovens não são plenamente realizados e estabelece que as políticas e programas de juventude devem ter como base a efetivação daqueles direitos. O segundo elemento fundamental é a participação da juventude na fase de planeamento, execução e avaliação das políticas e programas. E, em terceiro lugar, o princípio de longo prazo que deverá moldar as políticas e os programas de juventude é a sustentabilidade nas suas três vertentes, nomeadamente económica, social e ambiental.

Estes três princípios são transversais a toda a ação na área da juventude e fazem parte da perspetiva integrada da Declaração de Lisboa+21 e, desta forma, todas as ações devem visar a efetivação dos Direitos Humanos, contar com a participação da juventude como abordagem e ter uma perspetiva de sustentabilidade.

Visualizar tabela em PDF.

 

A Declaração Lisboa+21 reforça a relevância do Programa Mundial de Ação para a Juventude (World Programme of Action for Youth – WPAY) e da Declaração de Lisboa de 1998 e proporciona um prisma renovado e atualizado no que diz respeito às políticas e programas de juventude.

A Declaração Lisboa+21 contem 19 compromissos, cada um versando-se sobre uma área diferente, destacando tanto objetivos, como abordagens específicas para as políticas e programas de juventude. Na avaliação de políticas, programas ou projetos, é necessário localizar os compromissos que trabalham.

 

Compromissos

  1. Direitos Humanos e Democracia;
  2. Desenvolvimento Sustentável;
  3. Igualdade de Género e Inclusão;
  4. Combate à violência contra a Juventude;
  5. Sustentabilidade Ambiental;
  6. Participação e Associativismo;
  7. Empoderamento e não discriminação com base na idade;
  8. Tempos livres, Mobilidade e Participação Internacional;
  9. Participação estruturada no Sistema das Nações Unidas;
  10. Saúde e Proteção Social;
  11.  Educação Sexual Abrangente;
  12. Educação inclusiva de qualidade;
  13. Trabalho Digno e Empoderamento Económico;
  14. Proteção dos Direitos da Juventude em situações de conflito;
  15. Acesso à informação e à tecnologia;
  16. Políticas e Programas de Juventude baseadas em evidências e conhecimento;
  17. Implementação e Monitorização multinível e multissetorial de Lisboa+21;
  18. Avaliação integrada de Lisboa+21;
  19. Cooperação e cogestão na implementação de Lisboa+21.

 

A Declaração inova de forma substancial no que diz respeito à metodologia e à abordagem adotada no planeamento, desenho, implementação, acompanhamento e avaliação das políticas públicas na área da Juventude.

Visualizar tabela em PDF.

Atualizado em: 16/11/2020

SUBSCREVER NEWSLETTER

Newsletter subscrito com sucesso Não foi subscrever o Newsletter. Por favor tente mais tarde

Utilizamos cookies no nosso site para lhe proporcionar a melhor experiência. Ao continuar a navegar, está a autorizar a nossa utilização destes cookies. No entanto, se pretender saber mais informações, nomeadamente como alterar as suas definições, consulte a nossa Politica.