notícia

COMO PODEMOS AJUDAR?


«Dia do Voluntário» é assinalado, pelo IPDJ, com entrega de prémios a projetos de voluntariado jovem

Projetos mostram importância do trabalho voluntário dos/as jovens, as suas características de atuação e o impacto nas comunidades.

05/12/2021

O Dia Internacional do Voluntário, assinalado a 5 de dezembro, foi instituído pelas Nações Unidas a 17 de dezembro de 1985, tendo por objetivo incentivar e valorizar o trabalho voluntário. O tema que dá o mote ao Dia Internacional do Voluntário 2021 é: «Voluntário para um futuro inclusivo». Em Portugal, segundo o Inquérito ao Trabalho Voluntário do Instituto Nacional de Estatística, o escalão etário com maior taxa de voluntariado é o dos 15 aos 24 anos.

A prática do voluntariado é uma experiência cívica enriquecedora que contribui para a autoconfiança, responsabilidade e espírito de equipa, ela, também, assegura a concretização de algumas políticas públicas, dando-lhe uma dimensão de maior proximidade e sendo um verdadeiro barómetro dos níveis da prática da cidadania. 

É, pois, imperioso aumentar a consciência pública da importância do viver e do trabalho comum para fortalecer e unificar as comunidades. Assim, o Instituto Português do Desporto e Juventude, que, em 2020 promoveu 400 projetos envolvendo cerca de 3 000 voluntários/as,  assinala a efeméride realçando, através da entrega dos «Prémios de Boas Práticas de Voluntariado 2021», a importância do trabalho voluntário realizado pelas pessoas jovens, valorizando as suas características de atuação, o impacto nas comunidades e o seu papel enquanto escolas de cidadania ativa e de participação cívica.

Foram premiados cinco projetos, um em cada uma das regiões do continente: 

O projeto «Precious Green» teve como objetivo proteger a área florestal envolvente, bem como reforçar respostas sociais, com recurso a soluções inovadoras, que visavam a integração social de pessoas em risco e com menos oportunidades. 
A Academia de Formação Equestre e Hipoterapia de Valongo e Campo, AFEHVC - Centro Hípico de Valongo, CHV, pretendeu dar uma dupla resposta: vigiar as matas e apoiar famílias desfavorecidas, dando oportunidade aos indivíduos de participarem no projeto, montar a cavalo e tratar dos mesmos, reforçando a sua capacidade de integração e participação social. 

O espaço florestal em Canelas, representa uma «micro-reserva» numa área muito perturbada pela agricultura intensiva e pelas monoculturas de eucalipto. O projeto Lusitanica 2.0 pretendeu valorizar a biodiversidade deste espaço, e torná-lo num «corta-fogo» resiliente, em caso de situação de incêndio nos eucaliptais. Esta reserva poderá proteger a povoação de Canelas, ao servir de corta-fogo e ao localizar-se na periferia da povoação. Além da proteção do património natural, o projeto Lusitanica 2.0 visou ainda a valorização de património cultural inserido na área geográfica abrangida, designadamente um moinho e uma fonte, ícones da aldeia de Canelas. 

  • Lisboa e Vale do Tejo | Associação Jovens Aventureiros |Projeto – 2.º Vida a Custo Zero (Programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas)

Projeto de educação para a sustentabilidade, que consiste na promoção de valores, na mudança de atitudes e de comportamentos face ao ambiente, de forma a preparar as pessoas jovens para o exercício de uma cidadania consciente, dinâmica e informada tendo em conta as problemáticas ambientais atuais. 
Numa altura em que a preservação do planeta é colocada em causa, este projeto é dirigido à população em geral, mas com destinatários principais os jovens, realçando a importância de serem agentes de transformação social. Com esta iniciativa pretendeu-se mobilizar os/as jovens, enquanto consumidores/as, para a reflexão dos principais desafios do desenvolvimento sustentável e da importância de dar uma segunda vida aos objetos, gerando menos lixo.

O projeto consistiu em publicar oficialmente, sem quaisquer custos, livros em versão e-book de autores de todos os grupos etários (desde crianças, jovens, adultos e seniores) e de entidades formais e informais (associações, grupos literários, entre outros) que residissem em território nacional. Além da edição e publicação de autores e entidades, o projeto abrangeu também a organização de eventos culturais (em meio digital) relativos a esses mesmos e-books, autores e entidades. 

Este projeto consiste num conjunto de atividades desenvolvidas durante o período de verão, delineado para crianças e jovens com necessidades especiais proporcionando novas experiências e aventuras aos participantes. Estas atividades procuraram promover autonomia, inclusão social, qualidade de vida e bem-estar a todos os participantes, em articulação ativa com as famílias. Para além de valor lúdico, desportivo e cultural, este programa de atividades tem como objetivo principal um carácter social e pedagógico e pretende preencher uma lacuna de organização e resposta social durante o verão para crianças e jovens com necessidades especiais ou em risco, reduzindo as desigualdades sociais que ainda existem atualmente. 

Conheça os projetos pela voz de quem os implementou aqui 

Parabéns a tod@s @s voluntári@s envolvidos/as! 

SUBSCREVER NEWSLETTER

Newsletter subscrito com sucesso Não foi subscrever o Newsletter. Por favor tente mais tarde
logos-do-site

Utilizamos cookies no nosso site para lhe proporcionar a melhor experiência. Ao continuar a navegar, está a autorizar a nossa utilização destes cookies. No entanto, se pretender saber mais informações, nomeadamente como alterar as suas definições, consulte a nossa Politica.