evento

COMO PODEMOS AJUDAR?


Prevenir e combater a violência sexual baseada em imagens (VSBI) através da co-criação de uma campanha

Workshop integrado no projeto «Faz delete» junta as experiências de jovens mulheres contra este fenómerno.

Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens (REDE)

  

09/07/2022 11h00 - 09/07/2022 16h00 - IPDJ - Rua Rodrigues Lobo 98 Porto

Este workshop tem como objetivo co-construir um conceito de campanha e entender o tipo de campanha que as jovens pensam ser necessária para abordar este problema, valorizando a sua experiência vivida e conhecimento.

Os conceitos de campanha co-criados pelas jovens serão depois aproveitados para a campanha oficial do projeto «Faz Delete», que deverá responder às necessidades das jovens e apelar à mudança social que julgam necessária para prevenir e combater a VSBI.

A inscrição é gratuita. Basta enviar um email para fazdelete@redejovensigualdade.org.pt até dia 3 de julho a confirmar a participação.

A sociedade digital introduz novos e colossais desafios quanto à violência sexual: as tecnologias digitais acarretam novos meios e mecanismos de perpetração da violência sexual, ao mesmo tempo que acrescentam novas dinâmicas e desafiam as respostas sociojurídicas convencionais.

Comummente conhecida como (e reduzida a) “pornografia de vingança”, a Violência Sexual com Base em Imagens (VSBI) refere-se à criação ou distribuição não autorizada ou consentida de imagens de teor sexual. A VSBI impõe novos desafios – éticos, sociais e jurídicos – pelos seus contornos específicos, como a escala da disseminação e a potencial perenidade das imagens. 

Em Portugal, os dados sobre a violência sexual baseada em imagens, assim como o esforço preventivo e os mecanismos de intervenção, são ainda incipientes. A produção científica sobre o tema é ainda embrionária; escasseia informação sobre os contornos legais do problema, as respostas possíveis e os serviços disponíveis de apoio às vítimas. A componente de sensibilização e prevenção está por cumprir, sobretudo numa lógica empoderadora que não reproduza a culpabilização das (potenciais) vítimas e que não coloque nas jovens mulheres o ónus da prevenção. 

 

Inscreva-se já e participe!

 

Contatos

Email

fazdelete@redejovensigualdade.org.pt

Redes Sociais

Atualizado em: 11/07/2022

SUBSCREVER NEWSLETTER

Newsletter subscrito com sucesso Não foi subscrever o Newsletter. Por favor tente mais tarde
logos-do-site

Utilizamos cookies no nosso site para lhe proporcionar a melhor experiência. Ao continuar a navegar, está a autorizar a nossa utilização destes cookies. No entanto, se pretender saber mais informações, nomeadamente como alterar as suas definições, consulte a nossa Politica.